Como entrar com um recurso?

5 de maio de 2011

Todo concurso público realizado deve garantir formas de contestação às questões elaboradas pela banca examinadora. É uma forma dos candidatos que se sentiram prejudicados por alguma questão mal elaborada, com respostas dúbias ou com o gabarito errado, poderem recorrer. Caso o recurso seja aceito, a questão pode ter o gabarito alterado ou ser anulada.

Uma questão a mais pode ser fundamental para sua aprovação em um concurso, ainda mais nos da área de comunicação que costumam ser extremamente concorridos devido ao baixo número de vagas!

Mas o que é preciso fazer para entrar com um recurso no concurso público? Vamos a algumas dicas:

1 – Fundamentação teórica
Antes de contestar uma questão, é preciso ter certeza de que a resposta do gabarito não está correta, que existe mais de uma resposta à questão ou não existe resposta. Para isso, você precisa argumentar baseado em informações retiradas de livros, de leis, de textos teóricos sobre o assunto.

Informações da internet, sobretudo de sites como o Wikipédia não devem ser utilizadas, pois não são totalmente confiáveis, portanto dificilmente serão aceitas pela banca.

É preciso citar de onde aquela informação está sendo retirada, quem é o autor do texto ou livro, qual é a lei. Enfim, provar à banca que a sua solicitação tem argumentos válidos.

2 – Incompatibilidade com o programa
O candidato também pode se valer de recursos administrativos para contestar questões que fogem aos assuntos previstos no edital. Se a questão não envolve nenhum dos assuntos que foram determinados no edital, esta questão deve ser anulada.

3 – Atenção aos prazos!
Geralmente são de um a dois dias, logo após a divulgação do gabarito preliminar. Consulte no edital as datas e horários e não perca a oportunidade de fazer a contestação.

4 – Formatos dos recursos
Os formulários para entrar com o recurso costumam estar disponíveis como anexos aos editais das seleções.

5 – Evite confronto direto
Não bata de frente com a banca examinadora, mostrando agressividade, ironia ou desqualificando a questão. O ideal é argumentar e mostrar o erro da questão, apresentando a resposta correta.

6 – Linguagem direta
Seja o mais simples, mais direto possível na hora de elaborar o seu argumento. Diga o que precisa ser corrigido sem dar muitas voltas.

7 – Leia o edital!
Lá consta muitas das informações que você precisa para entrar com um recurso como o  prazo e a forma de entrar com o pedido.

Categorias: Uncategorized

2 Comentários até agora.

  1. Michele disse:

    Muito bom o post, Mariana!

    Uma outra dica para dar maior credibilidade à fundamentação teórica é anexar uma cópia da página do livro ou de parte da lei usada pelo candidato como base de argumentação para o recurso.

Deixe um comentário


A Jornalista concurseira



Powered by WP Bannerize